• Canal Supostamente

A noite oficial dos discos voadores - 1986

O misterioso fenômeno ufológico que assustou o Brasil a 36 anos.

Exatamente no dia 19 de maio de 1986, 21 objetos luminosos foram avistados sobrevoando os céus de 4 diferentes estados brasileiros. E antes de passar pela sua cabeça que é uma invenção, está tudo documentado no arquivo nacional.


Cinco caças da Força Aérea Brasileira (FAB) foram acionados pelo Centro de Operações da Defesa Aérea (CODA) para interceptar os supostos invasores. Segundo os pilotos, os pontos multicoloridos conseguiram, entre outras manobras, pairar estáticos no céu, voar em zigue-zague, fazer curva em ângulo reto, mudar de cor, trajetória e altitude e atingir velocidades de até 15 vezes à do som.


"O número de objetos avistados naquela noite foi bem maior do que 21", acredita o controlador de tráfego aéreo Sérgio da Silva Mota.

"Às vezes, os pilotos tinham contato visual dos alvos, mas os radares não registravam nada. Outras, os radares até captavam a presença de objetos, mas os pilotos não conseguiam avistá-los. A Aeronáutica considerou apenas os avistamentos que tiveram confirmação simultânea. Os demais foram descartados", conta também o controlador Sérgio.


Um dos pontos mais intrigantes são relatos de pilotos, onde dizem que os pontos multicoloridos conseguiram, entre outras manobras, pairar estáticos no céu, voar em zigue-zague, fazer curva em ângulo reto, mudar de cor, trajetória e altitude e atingir velocidades de até 15 vezes à do som.

"Por volta das 20h, cerca de dois mil militares, entre cadetes e oficiais, da Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), testemunharam o fenômeno, a olho nu ou de binóculo", relata o controlador Sérgio.

E além disso, os óvnis, sigla de "objetos voadores não identificados", foram detectados por radares do Centro Integrado de Defesa Aérea e de Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta). O que significa que tais objetos eram sólidos.


.Quer comprar na internet com desconto? Clique aqui


OUTROS RELATOS CRONOLÓGICOS


Na mesma linha de tempo dos acontecimentos temos 3 voos, onde 2 deles eram comerciais, somando mais 3 relatos de avistamentos.


Um era o voo comercial da TAM, que fazia a rota de Londrina (PR) a São Paulo (SP),onde o piloto chegou a informar ao Centro de Controle de Área de Brasília (ACC-BS) que havia um artefato se aproximando dele, em aparente rota de colisão (a colisão não aconteceu pois em seguida o objeto sumiu).


Um outro voo que seguia de Guarulhos (SP) para Brasília (DF) da empresa Transbrasil também relatou avistamento de um OVNI semelhante sobre a região de Araxá, no interior de Minas.


E um terceiro piloto, o coronel Ozires Silva que estava em um avião bimotor Xingu, prefixo PT-MBZ, que voltava de Brasília (DF) com destino a São José dos Campos (SP) junto com seu copiloto, Alcir Pereira da Silva. O coronel que voltava de uma reunião com o presidente da República da época (José Sarney), recebeu contato do operador Sérgio às 21:04H que questionava se havia visto "algo de esquisito no ar".


Pelo radar, o controlador tinha detectado três OBJETOS VOADORES NÃO IDENTIFICADOS (OVNIs) sobre São José dos Campos. O coronel em questão comunicou que tentaria fazer uma aproximação do objeto que descreveu como "ponto luminoso bem enorme" deixando seu copiloto meio apavorado. Porem assim que começaram a manobrar a aeronave para tal, o objeto partiu rapidamente sem deixar rastro.


"A Noite Oficial dos Óvnis é um dos mais importantes casos da ufologia mundial. É o caso com o maior número de testemunhas em todo o planeta", explica o ufólogo Jackson Luiz Camargo, autor do livro de relatos: A Noite Oficial dos UFOs no Brasil (2021).


Lembrando que apesar da suposta leveza do texto, em todos os casos, houve pânico e agitação por causa dos objetos voadores que tomavam literalmente conta do espaço aéreo brasileiro, e onde alguns se aproximaram das aeronaves em aparente rota de colisão (desviando de maneiras não explicadas por nosso entendimento atual de física e aerodinâmica).

gif

REGISTROS DOCUMENTAIS DO CASO


De forma geral, os relatos sobre o caso até hoje são inconclusivos. Não se sabe dizer ao certo o que aconteceu na noite do caso. Como gera duvidas, ninguém que relatou e investigou descarta a hipótese de serem visitantes inteligente de outros planetas.


"Nós, seres humanos, somos muito presunçosos. Achamos que somos os donos do universo", declarou o coronel Ozires Silva em 2014.

Seguem alguns registros e documentos (alguns antes confidenciais) para exemplificar a seriedade do caso:

Apenas 23 anos depois do caso, em 25 de setembro de 2009, um relatório sobre o caso, assinado pelo interino do Comando da Aeronáutica (COMDA) José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque e datado de 2 de junho de 1986, foi divulgado. "Como conclusão dos fatos constantes observados, em quase todas as apresentações, este Comando é de parecer que os fenômenos são sólidos e refletem de certa forma inteligência, pela capacidade de acompanhar e manter distância dos observadores, como também voar em formação, não forçosamente tripulados", dizia o documento.

Fonte: Arquivo Nacional, BBC, G1, Internet

 

E se você se interessa pelo tema e quer receber informações sobre o assunto (NOTÍCIAS DE OVNIS e MISTÉRIOS), Clique e participe das páginas e/ou grupos:


Leia também:

Para artigos e acessórios espaciais e ufológicos clique aqui.


Clique e veja Smartphones em promoção da:

Americanas - Magalu - Shoptime


Boas vindas!!!