• Canal Supostamente

Desvendando o mistério da 'MÚMIA SEREIA'

A múmia com corpo de macaco, cauda de peixe e cabelo e unhas humanos

286 anos depois, começam a ser desvendados os mistérios da 'múmia sereia' no Japão. Entre os anos de 1736 e 1741, um pescador supostamente capturou um espécime bizarro de 30,5 centímetros de comprimento em uma região desconhecida do Japão. O ser estranho e mumificado, foi aparentemente vendido a uma família rica na época.


A múmia sereia, se encontra em um templo japonês na província de Okayama. Ela é adorada há séculos no país, aparentemente em decorrência de suas supostas propriedades medicinais.


Em uma nota, que foi deixada dentro da caixa que guarda a múmia no local religioso, se encontram as poucas informações sobre o curioso artefato. Ninguém sabe ao certo, como ela foi parar no templo.


Porem o fato curioso é que o corpo está muito bem preservado, o que gera mais curiosidades ainda. Ele tem um estranho torso de macaco, uma cauda de peixe e cabelos e unhas humanas. Seria uma evolução bizarra de espécie que não conseguiu ser disseminada como no caso de nós humanos?


Apesar das várias teorias da conspiração que circulam esse caso, agora finalmente a múmia começou a ser estudada após o especialista Hiroshi Kinoshita, membro do conselho da Okayama Folklore Society, tomar conhecimento da mesma por meio de uma enciclopédia de criaturas míticas, onde viu uma foto do espécime e foi logo na sequencia atrás para estudos.


Hiroshi Kinoshita teve que convencer o templo a permitir que o espécime se tornasse objeto de pesquisa, iniciada pelo paleontólogo da Universidade de Ciências e Artes Kurashiki, Takafumi Kato, e seus colegas, que passaram a investigar as origens do peculiar artefato.


Após conseguir convencer os membros do templo, os cientistas submeteram os restos mortais a uma tomografia computadorizada, e fotografias minuciosamente. Estão também analisando amostras de DNA do exótico e ser. O procedimento foi executado dia 2 de fevereiro deste 2022, como afirmou o jornal japonês The Asahi Shimbun.


Clique para o lado para ver todas as imagens da Múmia:

Infelizmente como os testes e metodologias cientificas desses formatos de experimentos demoram, os resultados estão previstos apenas para o final do ano. Os sacerdotes do templo da província de Okayama esperam que o estudo possa contribuir para o legado da sereia, além de ajudar na preservação do folclore local.


"Espero que o projeto de pesquisa possa deixar registros científicos para as gerações futuras” -Kozen Kuida, sacerdote-chefe do templo

Outras lendas importantes no Japão são sobre seres conhecidos como Amabies, sereias com bicos no lugar de bocas que contam com três barbatanas, e os Ningyos, que são tidos como criaturas parecidas com peixes, porém com cabeças humanas (diferentes da múmia em questão que tem cabeça de macaco).


Uma das lendas que "explica" a esses seres serem medicinais, é a intitulada de "Yao Bikuni", e conta a história de uma mulher que acidentalmente comeu a carne de um Ningyo inteiro e por isso, teria vivido por 800 anos, o que supostamente influencia na crença sobre as propriedades mágicas dessas criaturas.


Fonte: The Asahi Shimbun, Revista Galilleu, History Channel, Istoé


Os melhores descontos? Clique aqui

gif

Aprofunde-se clicando nas indicações de livros:

Muitos outros livros na nossa sessão: LIVROS

 

Clique e veja SMARTPHONES com os melhores DESCONTO:

Americanas - Magalu - Shoptime - Submarino - Amazon

Boas vindas!!!