• Canal Supostamente

Esqueletos milenares de GIGANTES

Atualizado: 21 de jul. de 2021

E a ciência está longe de conseguir desvendar a misteriosa origem dos esqueletos de "humanos" gigantes


Porem já se sabe que os dinossauros e o homem co-existiram sim na mesma linha de tempo mas “um grupo de espertos” não querem que a gente saiba sobre isso... Localização de DOLMENs pelo litoral da Russia O estudo das pegadas e outros vestígios fósseis em rochas antigas é chamado Icnologia. Muitas pegadas humanas e fósseis de dinossauros foram encontradas nas bordas do Rio Paluxy, Glen Rose, TX, EUA desde o início de 1900 sob toneladas de rochas, datados por cientistas que sugerem os estratos de 108 milhões de anos AP. No livro, “Evolução: O fim de uma hipótese” pelo Conselho Nacional da Itália retrata como evidência sólida que as pegadas de homens e dinossauros encontradas foram feitas durante o mesmo intervalo curto de tempo o que deixa muito professor de história de saia justa nessa hora. Tudo isso pode destruir praticamente toda a teoria de Darwin sobre a evolução.


Muito se fala sobre gigantes que habitaram a terra em outros milênios. Muitos debatem a veracidade e vez ou outra tentam ridicularizar o assunto para "passar batido" e não ser algo que esteja em pauta. Questões hormonais são fisiologicamente descartadas por especialistas pois os gigantes tinham proporções que para a espécie humana seria fantasia. A mitologia ou teorias da internet quando citam gigantes gostam de citar os Nephilins (ou nefilins) para afirmar historias de gigantes na terra. Mas de fato pouco se sabe e as supostas evidencias físicas realmente sumiram. Mas leia até o final e veja inclusive relatos do New York Times.


Em alguns casos é obvio que seriam humanos como nós que chegavam a no máximo 2,10 metros de estatura, como os do norte do Cáucaso que foram enterrados a mais de 4.500 anos e foram encontrados por arqueólogos russos. Não desmerecendo pois a descoberta foi realmente surpreendente já que os cientistas trabalhavam na região para abrir espaço a cabos de energia e acreditavam que todas as tumbas já haviam sido saqueadas.


Porem são realmente pequenos comparados a outros gigantes. A seguir vamos mostrar várias fotografias que evidenciam gigantes de proporções absurdas para nosso costume antropométrico. E que são esqueletos que "misteriosamente" desapareceram para não causarem polemicas ou questionamentos aos fieis religiosos que supostamente podem duvidar de tudo que já foi ensinado por suas ideologias, e mesmo a própria bíblia citar gigantes, sabemos que não eram outros seres e sim pessoas com gigantismo. Até porque para os padrões de altura humana na época que o livro religioso foi escrito, qualquer ser humano acima de 1,80 seria considerado fora dos padrões de tamanho e possivelmente descrito como gigante.


Essa supostamente foi a escavação mais famosa, feita no Lago Delavan, no estado americano de Winsconsin. É lá que o mistério moderno se originou, por volta de 1912, quando as primeiras escavações mostraram o que seriam esqueletos de pessoas gigantes, mas como as narrativas envolvendo homens gigantes não se encaixava nos conceitos científicos da época, muitas evidências foram destruídas e vários esqueletos "se perderam".


E quando falamos de gigantes, entenda pessoas bem acima de 2,40 metros de estatura. E livros apontam que escavações por volta do ano 1820 encontraram esqueletos com 7 metros de altura, também nos Estados Unidos (estado do Tennessee) e na Califórnia, em 1833, registros apontam um esqueleto de 3,65 metros.


Quer comprar na internet com desconto?

Clique aqui


Jim Vieira, especialista no assunto, afirmou que são "milhares de páginas com descobertas de gigantes" que jamais foram investigados.


A seguir alguns trechos da reportagem do New York Times de 1912, descrevendo achados e relatando gigantes. Lembrando que as evidencias "desapareceram", mas como o New York Times sempre foi um veiculo de informação responsável e com credibilidade, vale para termos mais atenção ao assunto. Talvez, naquela época, havia mais liberdade e menos medo da descoberta que pode mudar as crenças científicas bem estabelecidas com base apenas em teorias. Assim, escreve o colunista do New York Times publicada 04 de maio de 1912.



New York Times de 1912.

“A descoberta de vários esqueletos humanos enquanto eles escavavam uma colina no Lago Delevan indica que uma raça de homens, até então desconhecida, uma vez que eu vivo no sul do Wisconsin.[…]. Presumivelmente esses homens são muito maiores do que qualquer raça que habitam a América hoje. O crânio parece esticar para trás imediatamente acima das órbitas oculares e ossos salientes, nariz bem acima das maçãs do rosto. As mandíbulas parecem ser longo e pontudas […].”

Estes esqueletos do gigante em Lake Delevan não era algo novo na arqueologia americana. Buscando nas barras laterais de jornais locais, supostamente a constatação de Wisconsin é apenas uma das dezenas de achados semelhantes notificados por jornais locais. O primeiro arquivo de notícias vem do ano de 1856 relatando um artigo de 21 de Novembro do mesmo New York Times:




“Um par de dias atrás, alguns trabalhadores encontraram no porão do xerife Wickan em East Wheeling, Illinois, um esqueleto humano. Algo em ruínas, foi difícil identificar a posição dos ossos, o que parece ser um longo corpo humano em sua posição original. A coisa que impressionou o xerife e os trabalhadores eram do tamanho do esqueleto, o que equivale a cerca de 12 pés, e sua mandíbula e dentes grandes quase como um cavalo“.

Para vocês terem uma ideia, a medida de 12 pés corresponde a 3,6576 metros. Para comparar Robert Wadlow como o homem mais alto "de quem há evidência irrefutável" pois quando medido pela última vez em 27 de junho de 1940, o americano tinha a impressionante altura de 2,72 m. E temos relatos de homens de até 2,80m. Mas imagine um ser com traços humanoides de 3,65 metros de estatura. Imaginou??


Quer cupons de desconto?

Clique aqui

De acordo com historiadores, se voltarmos aos relatos da bíblia juntos com outros livros e analisarmos livres de ideologia, poderemos constatar aliado com estudos de historiadores e arqueólogos que, depois de uma batalha em particular, quando o rei David entrou em guerra contra os filisteus, colocando-os em fuga, ele estava cansado e sozinho, e um dos inimigos cujo nome era Achmon, filho de Araph, era um dos filhos dos gigantes.


Já encontraram parte de esqueleto humano de 4,60 metros altura no sudeste da Turquia no final de 1950 no vale do Eufrates durante a construção de estradas, além de muitas tumbas contendo ossos gigantescos. Michael Tellinger relatou em seu livro que encontraram um pé gigante e um esqueleto humano de 5,6m de altura em 1577 sob um carvalho derrubado no cantão de Lucerna. Outro esqueleto de 7m de altura foi encontrado no ano de 1456, ao lado de um rio, em Valença, França.


Relatos levam a descoberta de outro esqueleto quase completo com 7,5m de altura, que foi encontrado em 1613 perto do castelo de Chaumont na França e dois restos humanos de seres de 10m de altura descobertos por cartagineses em algum lugar entre 200-600 aC deixa um desconforto ainda maior, só de pensar que não são “mitos” e eles andavam livremente por aí.


O que levou a extinção ou debandada dos gigantes? Quais seriam os motivos para esconderem a verdade? Ficam ai as questões para vocês pensarem.


Fontes: R7, History, Fatosdoalem, Internet, Gizmodo


Pesquisa e Texto escrito/adaptado por:

Canal Supostamente

(Tiago Magalhães)

Cupons de desconto na

internet: Clique aqui


#arqueologia #historia #gigantes #mistério #misterio #alienigenas #newyorktimes


 

Veja as opções de celulares smartphones com melhores preços e com descontos:

Americanas - Magalu - Shoptime - Submarino - Amazon


Boas vindas!!!