• Equipe Elefante Marinho

Quem criou o Big Brother & o THE VOICE?

E como livro escrito em 1948 por George Orwell influenciou a criação desses reality shows?

Primeiramente para quem não sabe o livro clássico "1984", de George Orwell, escrito em 1948, previu que os governos de grandes potências iriam monitorar excessivamente a vida dos cidadãos - Será que ele tinha uma bola de cristal e viu nosso ano?


E voltando a nosso tema, a obra inspirou a criação do famoso reality show Big Brother. E ao contrário do que as pessoas sempre falam que são os norte americanos que inventam tudo, o criador do Big Brother é John de Mol, um holandês. E ele realmente influenciou muito esse nicho de mercado de reality show, pois também foi ele quem criou a franquia The Voice.


O "pai" dos reality shows, o holandês John de Mol, tem versão do programa em dezenas de países.


Inspirado no livro, em 1994 o milionário John de Mol ficou famoso com a criação do Grande Irmão. E só no ano de 2002, a Rede Globo comprou os direitos autorais de exibição do entretenimento no Brasil. Não precisamos dizer o tiro certeiro que foi essa jogada da Globo pois já são 21 edições e bilhões de faturamento com patrocinadores de altíssimo escalão.

Com Karol Conká ou sem Karol Concá pode ter certeza que com polemicas ruins ou boas, o BBB acumulará sempre mais e mais audiência. Pode acreditar que mesmo em tempos de CANCELAMENTO, no final das contas, são poucos os que irão parar de tomar Coca-Cola, usar o PicPay ou comprar nas Lojas Americanas por exemplo. Já são marcas e produtos muito bem consolidados e prova disso é a continuação dos investimentos dos mesmos no programa. Até onde se sabe, só a Coca que é o maior patrocinador do programa aqui no Brasil, investiu mais de 70 milhões de reais. E bem sabemos que se um refrigerante que é péssimo para a saúde já é algo viciante e levado como comum não está preocupado com ranço digital né? Eu (Tiago) duvido os apaixonados pela Coca que odeiam a Karol Conká parar de beber.


O magnata John de Mol foi em 2005 considerado pela revista Forbes uma das 500 pessoas mais ricas do mundo. E em 2015 o grande irmão vendeu sua empresa detentora dos direitos dos dois realitys, a produtora Endemol por 1,6 BILHÃO de dólares. E agora De Mol, vai viver de que Irmão? O cara não é bobo né galera, hoje De Mol controla um grande fundo de investimentos que detém participações significativas de fabricantes de autopeças como Spyker Cars, times de futebol como Manchester United e telecomunicações como a empresa Versatel.


Quer comprar na internet com desconto? Clique aqui

Inclusive em post de 2020 a Forbes no Twitter agradeceu a celebridades históricas:

Quem não conhecia John de Mol agora vai entender o seu tamanho.

Postagem da Forbes traduzida:

"Graças a sua lucrativa biblioteca de séries de televisão e filmes, e seu estúdio de 330 acres, Tyler Perry está entre os artistas mais ricos do mundo. É assim que ele se compara aos outros bilionários do cinema e da TV: http://on.forbes.com/6014GU0VK por @MadelinePBerg"


No Brasil, no entanto, não foi a Rede Globo que criou o primeiro reality show de convivência em uma casa com isolamento. Território Livre do ano de 2000 na Rede Bandeirantes foi o primeiro passo para o modelo que temos hoje replicados de A Fazenda e Big Brother. Inclusive essa onda de paredão apareceu primeiramente com o nome de Parlatório, onde a apresentadora Sabrina Parlatore comandava o programa e os participantes a indicarem participantes a serem votados a eliminação.


Hoje no Brasil a tendência por estratégia de atração de mais e mais audiência é trazer celebridades e influenciadores digitais relevantes nas mídias digitais. E olha, se por um acaso passar na sua cabeça que eles estão imitando "A Fazenda" ou um "De Férias com a Ex" da vida, em 2001 o visionário Silvio Santos criava no SBT o primeiro reality show com artistas o que para nós do Blog torna o cara o Primeiro Grande Irmão do Brasil, pois ele já começou fazendo naquela época, o que as emissoras só começaram a fazer os últimos anos.


Uma curiosidade sobre o Big Brother Brasil foi que o SBT ficou muito perto de comprar os direitos do programa, mas achou caro de mais e desistiu. Assim Silvio decidiu criar o próprio formato do programa, mas a Globo que tinha acabado de comprar os direitos vendo a movimentação, entrou na justiça contra a Casa dos Artistas. Em 2015, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento de recurso na ação em que a TV Globo.


Por aguardar todas as instancias até 2015 que Silvio interrompeu o programa e apesar de negar os recursos, justiça, entretanto, entendeu que foi decorreu de plágio. O valor da ação é de aproximadamente R$ 18 milhões.


Silvio Santos no entanto apenas conseguiu fazer 4 temporadas da Casa dos Artistas, e o BBB que começou apenas um ano depois, veio com tudo e está ai até hoje. Agora conta ai, quem lembra da Casa dos Artistas? E se o BBB21 estivesse passando no SBT você estaria assistindo?


Agora, surgiu um interesse sobre os livros que deram origem a iniciativa do holandês John de Mol para criar o Big Brother? separamos para vocês.

Obs: O livro 1984 inclusive é citado por Steve Jobs na apresentação do primeiro Macintosh da Apple, curiosamente lançado também em 1984.


Livros de George Orwell:


1984

Último romance de George Orwell Publicada originalmente em 1949

Clique aqui


A revolução dos bichos: Um conto de fadas

Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945

Clique aqui


Na pior em Paris e Londres

Recusado por várias editoras inglesas, o livro só foi publicado em 1933

Clique aqui


Por Tiago Magalhães


Viu oferta da Americanas no BBB21

e quer comprar: Clique aqui

#bbb21 #bigbrotherbrasil #bigbrother #thevoice #ManchesterUnited #forbes #cocacola #silviosantos #globoplay


Boas vindas!!!