• Vitor Magalhães Menon

2020: Separados ou potencializados?

Atualizado: 24 de jan. de 2021

Nos transformamos em equilibristas esse ano? Na corda bamba pandemia.


Muito temos a aprender com 2020. Aprender com a separação imposta por um vírus. Alguns longe dos que amam e querem estar juntos e não podem. Não podem visitar nem receber as pessoas que tem dentro dos corações. Outros de tanto ficar juntos se separam. Quantos casais deram fim a uma história juntos nessa pandemia? Talvez por que o juntos, na verdade, era estarem separados, quando obrigados foram a serem juntos se dividiram. Não conseguiram uma convivência sem viagens, passeios, baladas… Muitas vezes não conseguem conviver nem consigo mesmos, entrando em conflitos internos e mal resolvidos pela falta do autoconhecimento e/ou situações diversas os levando a sentir falta de algo que talvez nem precisem.



Duas formas da mesma palavra, a separação por amor e a separação por excesso de convivência. Seria que a convivência em excesso é tão tóxica assim? Pois até a água que serve para nos dar vida, se for tomada além do necessário pode causar uma intoxicação chamada de hiponatremia. Uma separação protege e mesmo longe quer estar junto, até quando? Até estarem juntos e não se suportarem? Um amor como um flash de fotografia, uma visita rápida para captar a luz pelo obturador do coração e cada um no seu canto. Todos nós, sem exceção, somos repletos de imperfeições e de erros. Amar é compreender as oscilações, o desequilíbrio da vida. Amar é torcer para que o outro vença o obstáculo. É apesar das tempestades continuar atento ao objetivo. É não ser mais uma intempérie a desequilibrar a pessoa amada.



A busca pela estabilidade é de todos, imagine um equilibrista na corda bamba. Ele anda muito atento ao que acontece com a corda, ela balança, não tem firmeza, o vento oscila sua postura. Ele tem um propósito e corrige o seu corpo a todo instante, usa os braços, o tronco, uma vara, um guarda-chuva. Observe! Ele não é estável. A estabilidade é uma luta contra o que acontece a todo momento. Voltamos ao amor e aos que amamos, se essa pessoa fosse o equilibrista, você sacode a corda quando está ventando forte? Joga objetos enquanto aquele busca o equilíbrio? Você está igualmente na corda, na mesma ou em outra, se equilibrar ajuda o outro, facilita pra todos. Gratidão 2020, um professor daqueles inesquecíveis, um mestre.



E você, agradece ou condena os ensinamentos deste ano conturbado?






Quer comprar na internet com desconto? Clique aqui


Vitor Magalhães Menon


Graduado em administração de empresas, formação em mecânica, empresário, servidor, palestrante, pai, avô, voluntário em ações sociais para lares de idosos e moradores de rua.

Colunista no Blog do Elefante Marinho.

Também é mecânico nas horas vagas, humorista não assumido da família, coisarada toda e diz por aí que é apenas um cidadão do universo (descrição da equipe Elefante Marinho)


#autoconhecimento #relacionamentos #pazinterior #emocional #desenvolvimentopessoal #amor


Boas vindas!!!