• Canal Supostamente

Um Foguete idealizado no ano de 1861

O conceito científico de viagens espaciais com FOGUETES foi criado bem antes de ser possível.


Historicamente somos ensinados que o conceito do Foguete foi concebido pelo russo Konstantin Tsiolkovsky, lá pelo final do século 19 e também pelo americano Robert Goddard, no início do século 20, e que ambos foram inspirados pela obra de Júlio Verne.


Mas um trabalho recente publicado pelo historiador espacial Robert Godwin veio para corrigir essa falha históricas.


O historiador Godwin afirmou que o professor e cientista escocês William Leitch, aplicou corretamente os princípios científicos ao voo espacial em um estudo intitulado "Viagem no espaço" já em 1861, que foi publicado no Edinburgh Journal of Scotland e mais tarde tornou-se parte dele. No ano seguinte, cientistas escoceses publicaram o livro.

Godwin também afirma que Leitch parece ter se inspirado em avanços de telescópios poderosos, projéteis militares que estavam começando a ser fabricados em Londres, e em Isaac Newton, enquanto Goddard e Tsiolkovsky se inspiraram pela ficção científica de H.G. Wells e Júlio Verne.


O historiador observa também que Leitch não apenas entendeu a Lei de Ação e Reação de Newton, mas também que um foguete funcionaria com maior eficiência no vácuo do espaço, um fato que, mesmo quase seis décadas depois, fez com que Goddard e outros cientistas fossem ridicularizados pelos céticos de sua época, afinal, mesmo no meio cientifico, tudo que não pode ser provado ou parece impossível para o momento, causa muita ou alguma estranheza, e desconforto para a normalidade instituída em mentes fechadas a infinitas possibilidades.


"Não tenho dúvidas de que William Leitch merece um lugar de honra na história dos voos espaciais. O fato de ele ser um cientista é a chave para esta história. Ele não estava dando um palpite." - Robert Godwin.

Smartphones com melhor preço da internet: Clique aqui

Um fato muito importante dentro de toda essa história é que o autor Júlio Verne, que é assumidamente a fonte de inspiração para os trabalhos de Tsiolkovsky e Goddard, só publicou seu famoso livro "Da Terra à Lua" em 1865, quatro anos depois do Foguete de Leitch ser idealizado.

E para quem não sabe, Verne não era apenas um escritor fantástico, cheio de criatividade, imaginativo e considerado o inventor do gênero de ficção científica, mas Júlio Verne era além de tudo isso, um entusiasta das ciências e um assíduo


pesquisador, muito antenado sobre inovações e teorias científicas da sua época. E também tinha muitos amigos cientistas e, existe a uma grande probabilidade de ter tido contato com os estudos de Leitch e ter se inspirado neles para o seu famoso livro "Da Terra à Lua".


Infelizmente as pesquisa de William Leitch foram esquecidas no meio cientifico após sua morte prematura. E outro fato importante é que a editora que publicou seu livro e possuía todos os direitos autorais do autor, faliu em 1878. Mas com o resgate recente do historiados Robert Godwin, o verdadeiro pioneiro do espaço, William Leitch, o precursor das viagens espaciais volta a ocupar seu lugar de direito na história.


Ajude a disseminar essa verdade para coroar historicamente quem é de direito, William Leitch, o verdadeiro pai das viagens espaciais. E as empresas SpaceX, Nasa, Blue Origen e todas as outras agencias espaciais do mundo deveriam agradecer oficialmente, o que você acha?



Quer comprar na internet com desconto? Clique aqui

gif

Pesquisa e Texto por:

Canal Supostamente (Tiago Magalhães)

 

Livros:



  • William Leitch: Presbyterian Scientist & The Concept of Rocket Space (livro em inglês do autor Robert Godwin) Link: https://amzn.to/3vAgqC4



gif

Blog - Inicio - Cupons

Boas vindas!!!